Engravidar

Minipill - Novo Centro Infantil

A fertilização do esperma masculino com óvulo feminino resulta na concepção comumente referida como gravidez. Para evitar que a gravidez ocorra, são usadas drogas como as pílulas de progesterona (POP). O objetivo de usar essas preparações farmacológicas é evitar a disponibilidade de óvulos para os espermatozóides, a fim de evitar a fertilização. Estas minipílulas são seguras de usar e estão facilmente disponíveis sob a forma de comprimidos orais.

O que são minipílulas?

Minipílulas são formulações orais que contém a forma sintética do hormônio progesterona (também conhecido como progestina). É o hormônio responsável pelo adelgaçamento do revestimento uterino e pela prevenção da ovulação. Estes comprimidos estão disponíveis em um pacote de 28 comprimidos e são projetados para um comprimido por dia. Além de formulações somente de progesterona, essas pílulas anticoncepcionais também estão comercialmente disponíveis na forma de pílulas combinadas (como preparações orais de estrogênio e progesterona). Deve-se ter em mente que os tabletes combinados não podem ser usados ​​sem prescrição e exame físico adequado. A contracepção oral é o método preferido de prevenção de gravidez indesejada / não planejada em mulheres que não desejam optar por métodos permanentes, como laqueadura tubária ou outros procedimentos / protocolos complicados, como dispositivos intra-uterinos.

Vantagens

Desvantagens

Menor risco de efeitos colaterais do que pílulas combinadas.

Essas pílulas devem ser consumidas todos os dias, aproximadamente ao mesmo tempo.

As mulheres que amamentam podem tomar estes comprimidos sem efeitos colaterais.

Minipílulas não são eficazes ou recomendadas em mulheres acima de 70 kg de peso.

Não é contra-indicado em fumantes.

Estes são menos eficazes do que outras pílulas disponíveis.

Essas pílulas podem ser tomadas em qualquer idade e também podem ajudar no manejo da PMT (tensão pré-menstrual).

As minipílulas não podem prevenir gravidezes ectópicas em que o zigoto fertilizado pode implantar em qualquer lugar, exceto o útero.

Não há problemas de flutuações da pressão arterial em pacientes com hipertensos positivos.

Essas pílulas não controlam o ciclo menstrual.

Como o Minipill funciona?

Minipills funcionam através de três mecanismos principais. A primeira ação principal é o espessamento do muco cervical, a região que recebe o sêmen contendo espermatozóides. Com muco espesso, os espermatozóides são incapazes de passar através da trompa de falópio e a fertilização é impedida.

A próxima ação importante é o afinamento do revestimento uterino. À medida que o revestimento se torna mais fino e frágil, a concepção torna-se difícil, pois o embrião não pode se implantar, evitando a gravidez. Mas isso não impede a gravidez extra uterina.

Outra ação importante da progesterona é a supressão da ovulação, que é o processo de liberação do óvulo dos ovários a cada mês.

Qual é a taxa de sucesso do Minipill?

Minipílulas são cerca de 90% confiáveis ​​se tomadas apropriadamente; a dose não deve ser omitida ou atrasada excessivamente e não deve ser auto-prescrita. Se as doses forem perdidas ou não forem tomadas em horários adequados, as chances de gravidez aumentam substancialmente. A eficácia desses medicamentos aumenta para quase cem por cento se a mãe tiver seis meses de amamentação.

Medicamentos mais novos vêm em combinação com o estrogênio, permitindo a redução na frequência de dosagem e uma taxa de sucesso de noventa e nove por cento.

Quais são os efeitos colaterais do Minipill?

  • Um em cada nove usuários com probabilidade de engravidar no primeiro ano
  • Aumento da acne
  • Maior risco de gravidez ectópica
  • Sangramento menstrual irregular e imprevisível
  • Ganhos de peso irregulares
  • Náusea e dor de cabeça frequentes
  • Aumento da sensibilidade mamária

Quem pode pegar o minipill?

1. Aqueles que podem tomar

As mães que amamentam podem usar pílulas de progesterona, uma vez que estas são geralmente consideradas seguras. Essas pílulas não alteram a quantidade de leite produzida nem essas pílulas são expressas / secretadas no leite materno, portanto, nenhum risco de expor o bebê à progesterona.

2. Aqueles que não podem tomar

As pílulas POP devem ser evitadas em mulheres com potencial de sangramento vaginal, e devem ser cuidadosamente tratadas em pacientes com história positiva de hepatopatias, especialmente doença hepática crônica. Além disso, a gestão é necessária em pacientes com hipertensão e doenças atriais. Pacientes com câncer de mama devem evitar tais drogas, já que o risco de complicações é bastante maior nesse grupo.

Aviso: Durante o tratamento com minipílulas, se houver sangramento vaginal excessivo, dor abdominal, náusea ou dor na região abdominal inferior, consulte um profissional de saúde imediatamente.

Como pegar o minipílo

Ao começar com minipílulas, deve-se consultar um médico e dar detalhes completos sobre qualquer distúrbio familiar ou doenças do passado relacionadas à mensuração ou gravidez. O seu médico irá ajudá-lo com o seguinte:

  • Instruções sobre como consumir a droga, cenários de prevenção e regras simples de dosagem que devem ser seguidas estritamente.
  • Cronometre-se na primeira vez em que tomar uma pílula e permanecer nessa hora todos os dias. Um intervalo de três horas antes ou depois é geralmente aceitável.
  • Converse com seu médico sobre um método de backup, já que manter uma agenda todos os dias é difícil para muitas mulheres por causa de uma vida ocupada.
  • É importante lembrar que os efeitos das pílulas POP duram cerca de 24 horas, portanto, perder uma dose única pode aumentar o risco de gravidez. Portanto, se uma dose for perdida, ela deve ser tomada assim que a fêmea se lembrar. Mais uma vez, um médico deve ser consultado em caso de qualquer confusão.

Às vezes, após tomar a medicação, pode ocorrer sangramento menstrual irregular, dor no baixo abdômen, dor pélvica e sangramento vaginal. Estes indicam que a mulher está grávida na maioria dos casos. Um médico deve ser consultado para descartar quaisquer outras condições, como gravidez ectópica ou câncer de endométrio.

Para mais informações, confira o vídeo abaixo:

Assista o vídeo: How to Stop Hair Loss in Women - Hair Loss Cure Naturally (Outubro 2019).

Загрузка...