Bebê

Quando as crianças podem comer marisco? - Novo centro infantil

Alergias de marisco podem ser muito graves, por isso é importante saber quando as crianças podem comer marisco. O principal fator para decidir quando começar é o histórico médico de sua família, especificamente com doenças atópicas como asma e alergias. Quando você sabe como introduzir corretamente o marisco à dieta do seu filho e prevenir alergias, então você pode considerar dar-lhe um gosto.

Quando as crianças podem comer marisco?

A maioria dos médicos recomenda que você espere até que seu bebê tenha 9 meses para lhe dar peixe (como salmão) e 12 meses para marisco (como camarão ou lagosta). Isso porque, nesse ponto, seu sistema imunológico deve estar suficientemente desenvolvido para reduzir o risco de uma reação alérgica. Muitos médicos, no entanto, acham que, em certos casos, você deve esperar até que seu filho complete três anos de idade. Estes casos incluem se há uma história familiar de alergias graves, o bebê tem alergias alimentares, ou tem asma, eczema ou alergias sazonais. Em todos os casos, você deve esperar para apresentar o marisco ao seu filho até que ele esteja comendo frutas, vegetais, carne e aves.

Como introduzir o marisco aos bebês

Depois de saber quando as crianças podem comer marisco, o próximo passo é saber como alimentar os mariscos aos bebês.

Métodos

Descrições

Introduza apenas um tipo de cada vez

O primeiro marisco que você dá ao seu filho deve ser algo que pode ser facilmente puré (como lagosta ou caranguejo). Nunca ofereça pedaços de outros crustáceos com a ponta do dedo (como camarão) até que ele consiga mastigar os alimentos sem problemas. Sempre introduza um peixe de cada vez.

Não dê crustáceos crus ou mal cozidos

As crianças nunca devem ter peixe cru ou cru, como em sushi ou ceviche. Isso pode ter vírus e bactérias que os adultos saudáveis ​​podem manipular, mas que deixam as crianças muito doentes.

Espere pelo menos três dias antes de passar para outro tipo

Depois de apresentar seu filho a um marisco, espere três dias antes de tentar outro. Isso lhe dará tempo para ver se há uma reação.

Fique atento aos sinais de alergia alimentar

Sempre que seu filho tiver um novo alimento, incluindo marisco, procure sintomas de alergia, como diarréia, vômito, cólicas abdominais, chiado, erupções cutâneas e inchaço do rosto, lábios ou língua. Chame o médico imediatamente se os sintomas forem leves ou se forem graves.

Como lidar com a alergia ao marisco

1. O que é a alergia ao marisco?

Embora os mariscos sejam considerados frutos do mar, a alergia a crustáceos é diferente da alergia a peixes, já que são biologicamente distintos. É crucial entender a diferença, pois alguém com uma alergia ao marisco pode comer peixe.

Existem dois tipos de alergias ao marisco:

  • Crustáceos como lagosta, caranguejo ou camarão
  • Moluscos como vieiras, ostras, mexilhões ou amêijoas

Nota importante: A alergia ao marisco pode desenvolver-se em qualquer idade.

Qualquer um pode desenvolver uma alergia ao marisco, incluindo aqueles que já comiam moluscos sem problemas. Embora algumas pessoas superem alergias ao longo do tempo, isso é raro com alergias a mariscos.

É possível ter uma reação severa a uma alergia ao marisco, mesmo nos casos em que o anterior foi leve, por isso evite sempre se você ou o seu filho tiver uma alergia.

Se o seu filho tiver alergia ao marisco, mantenha sempre consigo a epinefrina injectável em caso de reações graves. Você também deve compartilhar planos com qualquer um que cuide de seu filho, como funcionários da escola e parentes, e considere um bracelete de alerta médico.

2. O que acontece em uma alergia ao marisco?

No caso de uma alergia ao marisco, o sistema imunológico de uma pessoa reagirá exageradamente às proteínas encontradas no marisco. Isso porque sempre que eles comem marisco o corpo vai pensar que há um invasor prejudicial. O sistema imunológico trabalha duro para combater esse invasor e isso leva a reações alérgicas. Durante este processo, o corpo libera histamina, que pode levar aos seguintes sintomas:

  • Diminuição da pressão arterial (que leva à perda de consciência ou tontura)
  • Inchaço
  • Manchas vermelhas
  • Urticária
  • Olhos com coceira, inchados ou lacrimosos
  • Diarréia
  • Vômito
  • Dor de estômago
  • Aperto da garganta
  • Rouquidão
  • Tosse
  • Dificuldade respiratória
  • Chiado

É possível que o seu filho tenha reações variadas, dependendo do tipo de marisco a que foi exposto, e pode reagir de forma diferente após cada consumo do marisco. Às vezes, a reação inclui apenas um sintoma e é leve, enquanto outras vezes pode ser mais grave.

O vídeo a seguir sobre alergias alimentares em crianças ajuda você a saber como reconhecer os sintomas associados a uma alergia a crustáceos:

3. Como prevenir a alergia ao marisco

Precauções

Descrições

Leia os rótulos dos alimentos antes de comer

Certifique-se sempre de ler os rótulos dos alimentos para se certificar de que não há frutos do mar. Nos Estados Unidos, os fabricantes devem declarar que um alimento contém frutos do mar crustáceos, assim como os outros alimentos que compõem os oito alérgenos mais comuns. "Shellfish" aparecerá na lista de ingredientes ou pode dizer "contém marisco" depois.

Procure por declarações consultivas

Os fabricantes não precisam listar os avisos de contaminação cruzada, mas muitos fazem isso; você deve verificar por eles. Estes incluem itens como “fabricados em equipamentos também utilizados para mariscos”, “podem conter mariscos” e “processados ​​em instalações que também processam mariscos”.

Entre em contato com a empresa de alimentos

Lembre-se de que é possível que um produto contaminado não tenha uma declaração de precaução, portanto você deve entrar em contato com a empresa de manufatura para certificar-se de que um produto alimentício contenha frutos do mar. Às vezes, você pode encontrar essas informações on-line e é especialmente importante no caso de alergias graves.

Fale com o seu médico

Alguns produtos não alimentares também contêm ingredientes de marisco e estes podem incluir fertilizantes para plantas, alimentos para animais de estimação, brilho labial e suplementos nutricionais. Você deve sempre perguntar ao seu médico se você tem alguma preocupação de segurança.

Загрузка...