Gravidez

Quais são os sintomas de inchaço vaginal na gravidez?

Inchaço vaginal é um problema que muitas mulheres podem enfrentar durante parte de sua vida. Algumas mulheres podem enfrentá-lo por causa de uma patologia subjacente, enquanto outras se desenvolvem apenas em momentos específicos da vida, como após a menopausa ou gravidez. No entanto, é um fato que o inchaço vaginal na gravidez pode ser um incômodo e um sinal de alguma doença subjacente que pode exigir atenção imediata. Portanto, é importante que as mulheres se conscientizem sobre todos os aspectos do inchaço vaginal para ajudá-las a lidar com problemas que possam complicar a gravidez.

Quais são os sintomas de inchaço vaginal na gravidez?

  • Inchaço vaginal pode incluir outras doenças, como dor localizada ou generalizada, irritação e aparecimento de bolhas ou feridas que podem sangrar.
  • Inchaço vaginal também pode ser acompanhado de corrimento vaginal, isso pode ser consistente ou periódico, e esta descarga pode ter mau cheiro que pode afetar a higiene pessoal ou genital.
  • A maioria das mamães grávidas também relatam que o inchaço vaginal interfere com a micção e é geralmente seguido por uma sensação aguda de ardor ao urinar.
  • O sintoma mais comum é a inflamação em torno da região vaginal e a coceira nas áreas inflamadas.

Se esses sintomas forem experimentados, consulte seu médico o mais cedo possível. Esses sinais não devem ser autotratados, mesmo com manifestações mais leves, como coceira leve, sangramento irregular e escasso. Muitas doenças graves podem ser detectadas precocemente, com exames regulares e manutenção de boa saúde; Portanto, é melhor prevenir do que remediar!

O que causa inchaço vaginal na gravidez?

Existem muitas razões pelas quais as mulheres grávidas podem desenvolver inchaço vaginal durante a gravidez; alguns destes são mencionados abaixo:

Causas

Descrições

Higiene inadequada

Pode resultar em aumento do conteúdo microbiano na região vaginal, facilitando o crescimento de micróbios e resultando em inflamação.

Infecções

Infecções bacterianas, virais e fúngicas são particularmente atraídas para esta região do corpo, uma vez que tem baixa temperatura e alto teor de umidade, que oferece ambiente favorável para o crescimento de agentes microbianos.

Doenças sexualmente transmissíveis

As doenças sexualmente transmissíveis, como a gonorréia, são capturadas pelo contato sexual direto do parceiro e podem resultar na proliferação de bactérias na área vaginal, resultando em inflamação e sintomas associados à doença.

Uso de produtos

O uso de produtos que podem reagir com a pele e causar alergia também é conhecido por causar alergia e irritação na região vaginal. Estes produtos podem causar extrema comichão na pele, resultando em vermelhidão da pele e inflamação, resultando em reações hiper-alérgicas.

Alterações hormonais

Alterações hormonais também podem resultar em aumento do corrimento vaginal e descamação dos revestimentos internos. Além disso, durante a gravidez, as flutuações hormonais podem levar à perturbação da flora natural do corpo. Como resultado, o crescimento de infecções bacterianas e fúngicas é facilitado.

Presença de cistos

A presença de cistos na região genital pode resultar em vulvovaginite. Esses cistos também podem ser cancerígenos.

Gentrada de ruff

Ter relações sexuais por mais tempo ou entrada grosseira pode levar a inflamação vaginal ou sangramento.

Inflamação

Inflamação de ductos ou artérias presentes na região vaginal pode resultar em edema, que é o acúmulo de líquido e resulta em descarga de fluidos.

Como tratar o inchaço vaginal na gravidez

  • Não risque. Se você observar lesões ou inflamações na região vaginal com vermelhidão, evite arranhá-las, pois isso pode causar a disseminação da infecção para a pele ao redor.
  • Lave-o corretamente. Mais importante, é altamente recomendado não lavar mais a área genital, pois a aplicação de água em outras partes também pode originar micróbios lá. Mas certifique-se de não parar de manter sua higiene pessoal e genital, já que muitas infecções são causadas por más condições de higiene.
  • Evite o auto-tratamento. A próxima coisa mais importante a fazer é evitar se auto-tratar! Nunca tente se auto-medicar, especialmente se estiver grávida. Isso ocorre porque muitas drogas antifúngicas ou antibacterianas são contraindicadas na gravidez e levam a interações tóxicas se não forem supervisionadas.
  • Medicamentos Uma vez que seu médico conclua seu exame físico, ele lhe prescreverá um curso de antibióticos ou antifúngicos de acordo com suas necessidades. Antifúngicos orais geralmente não são prescritos durante a gravidez, então você provavelmente estaria usando cremes tópicos para resolver a infecção; Se a infecção se espalhou para outras partes do corpo, um plano antibiótico mais forte será usado. Essas drogas devem ser cuidadosamente monitoradas, pois quaisquer interações medicamentosas adversas podem prejudicar diretamente o feto.

Home remédios para inchaço vaginal na gravidez

Embora a medicação alopática não seja recomendada, alguns remédios caseiros podem ajudá-lo com o desconforto. Esses remédios também podem ser usados ​​durante a terapia medicamentosa para aliviar a irritação e a coceira.

Remédios

Descrições

vocêse pacotes frios

Para dor e inchaço, use compressas frias e banhos frios, estes ajudam a reduzir a inflamação devido ao inchaço e aliviar a dor também.

Beba bastante água

Beba muita água para promover a micção sem dor. Com infecção ativa envolvendo o trato genital ou urinário, há sempre um alto risco de infestação microbiana envolvendo o sistema urinário. No entanto, se você esvaziar sua bexiga em intervalos, o risco de multiplicação bacteriana pode ser reduzido e, como a urina é levemente ácida por natureza, ela também pode ajudar a reduzir a disseminação da infecção.

Use alho

O alho é usado em remédios de ervas por suas propriedades antibacterianas e antifúngicas. Tente aplicar uma pasta de alho na sua pele inchada e, em alguns dias, você perceberá que o inchaço começa a se resolver. Usar alho pode causar queimaduras, por isso certifique-se de começar com quantidades pequenas inicialmente

Adicione um pouco de vinagre de maçã

Adicione um pouco de vinagre de cidra de maçã em um cocho / banheira de água e mergulhe seu corpo nele por dez a vinte minutos todos os dias. O vinagre de maçã contém fortes componentes antibacterianos; isso aliviará os efeitos da terapia medicamentosa em andamento.

Nose probióticos

Usando probióticos ajuda na manutenção do tipo certo de flora necessária para manter a saúde adequada.

Como prevenir o inchaço vaginal na gravidez

  • Mantenha um controle rigoroso sobre sua higiene pode ajudar na redução dos genitais e todos os tipos de infecções urinárias. A limpeza inadequada pode expor seus órgãos a substâncias inflamatórias exógenas que podem interferir na integridade da flora normal e também levar a outras complicações.
  • Fique longe de produtos de banho de beleza e sabonetes de banho durante a gravidez. Isso ocorre porque, na gravidez, seu corpo pode se tornar mais sensível do que o normal a substâncias irritantes e químicas. Como resultado, agentes fortes em tais produtos podem reagir de forma cruzada com a pele, resultando em manifestações indesejáveis.
  • Evite roupas apertadas e mantenha sua área vaginal hidratada. A secagem excessiva pode resultar em extrema dor e irritação.

Загрузка...